quarta-feira, 8 de julho de 2015

Carrinho cheio, bolso vazio

Link permanente da imagem incorporada


São Paulo - A inflação de junho foi divulgada hoje pelo IBGE e veio cheia de más notícias.
A taxa do primeiro semestre, a maior desde 2003, já ultrapassou de longe o centro da meta (e quase chegou no teto) para todo o ano.
No acumulado de 12 meses, ficamos próximos de 9%. Apesar da piora neste ano, o mercado espera que 2016 terá o maior processo de queda do índice em 20 anos.
A cesta de produtos do IBGE é composta de forma a reproduzir os hábitos de compra do brasileiro. Alimentação e Bebidas é responsável por cerca de um terço do índice, e itens como gasolina e aluguel tem grande importância.  
Isso significa que alta e impacto no índice final não são equivalentes. A energia e os jogos de azar tiveram altas similares em 2015, mas o impacto da primeira no IPCA foi mais de 6 vezes maior.
Veja a seguir quais foram os 10 itens que mais subiram em 2015 e qual foi o impactos no IPCA deste ano e do acumulado de 12 meses. Quando necessário, os números foram arredondados:
Fonte: Revista Exame

Nenhum comentário:

Postar um comentário