quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Chupa Chups


Eles foram consumidos, ou melhor, divertidamente saboreados, pela seleção francesa campeã do mundo em 1998; pela cantora Madonna, fã incondicional da guloseima; pela super modelo Kate Moss; pelo estilista Giorgio Armani, que faz questão de levá-los aos seus desfiles; e até mesmo pelos astronautas russos da estação espacial Mir. Os pirulitos CHUPA CHUPS, além de estarem dentro das bocas mais famosas do mundo, divertem e adoçam a vida de milhões de crianças pelo mundo afora com uma infinidade de sabores e formatos. 

A história 
As crianças espanholas conheceram o pirulito (“lollipop” em inglês) pelas mãos de Enric Bernat Fontlladosa, um catalão filho de confeiteiros, cujo avô, Josep Bernat, se tornou no primeiro “baleiro” a fabricar caramelos na Espanha em meados do século XIX. Tudo começou em 1957 quando Enric se tornou sócio de uma pequena e decadente empresa produtora de doces em compota e geleias a base de maçã, chamada Granja Asturias, localizada em Villamayor na região das Astúrias, ao norte da Espanha, após convencer seus proprietários a se concentrarem na fabricação de em um só produto. Depois de meses de pesquisas e desenvolvimento, o primeiro pirulito, em palito de madeira, era lançado no mercado espanhol em 1958 ao preço de uma peseta. Seu invento era simples, colocar doces em palitos para as crianças não sujarem as mãos. Sobre sua brilhante ideia de colocar o caramelo redondo em um palito, Enric comentava:“Eu observei as balas e fiquei surpreso ao constatar que não havia nenhuma feita para crianças, seus principais consumidores. Elas não se encaixavam bem nas bocas das crianças, sujavam suas mãos e criavam problemas para as mães. Por isso, tive a ideia de colocá-las em um palito”.


Para assegurar rentabilidade ao produto, que na época era embalado a mão, ele adquiriu todas as patentes que pudessem competir com seu invento por 15 anos. O pirulito inicialmente iria se chamar GOL, devido ao formato redondo semelhante a uma bola de futebol. Porém, Enric não estava totalmente convencido que este seria o nome ideal e contratou uma agência de publicidade para criar um nome mais apelativo. Várias ideias surgiram: Pals, Rols e Chups. Ele gostou de Chups. Porém, o jingle para promover o novo produto “Chupa um dolce caramelo, chupa chupa chupa um Chups, que és redondo y dura mucho, chupa chupa chupa um Chups”acabou se tornando tão famoso que o nome escolhido foi CHUPA CHUPS. As bolinhas doces e açucaradas, sustentadas por um palito, e que cabiam perfeitamente na boca da criançada, rapidamente transformaram-se em um enorme sucesso de vendas e, em dois anos, a marca da nova guloseima estava consagrada.


CHUPA CHUPS foi registrada como marca oficialmente em 1962 e dois anos depois a empresa adotou o mesmo nome, devido ao enorme sucesso do produto. Nesta época os pirulitos eram vendidos em mais de 300 mil pontos de venda espalhados por toda a Espanha e ganharam enorme reconhecimento através de seus displays coloridos e com formatos criativos, localizados sempre próximos às caixas registradoras, que permitiam uma exposição muito mais atraente do produto nos estabelecimentos. Ainda nesta década, foi montada uma enorme rede de distribuição composta por 600 automóveis, modelo Seat, pintados nas cores e com o logotipo da marca, facilmente reconhecido por seus consumidores.


Em 1967, uma nova fábrica foi construída em Sant Esteve de Sesrovires, Barcelona, com a finalidade maior de produzir os tradicionais pirulitos para exportação. Dois anos mais tarde, o palito de madeira foi substituído por plástico, considerado mais higiênico e seguro. A expansão internacional começou pouco depois com a construção da fábrica de Sociéte Bernat et Cie., em Bayona na França. Não demorou muito para os coloridos pirulitos serem vistos em abundâncias em países asiáticos como Malásia e Cingapura. Na década de 1980 o produto invadiu fortemente o mercado europeu e americano, e praticamente se tornou uma “epidemia”. Foi nesta época que a marca começou a investir nas celebridades, como a cantora Madonna e o técnico holandês Johan Cruyff, para promover seus famosos pirulitos. Outro fator de sucesso da marca foi uma campanha contra o cigarro, que tinha como slogan “Smoke Chupa Chups” (“Chupe Chupa Chups”), atraindo um grande número de consumidores adultos e fumantes, que chupavam o pirulito para substituir o terrível vício. Além disso, em alguns países várias máquinas automáticas foram espalhadas em bares, restaurantes e aeroportos. Tudo para incentivar a substituição do cigarro pelo pirulito.


A marca começou a diversificar sua linha de produtos em 1994 com o lançamento de novos sabores e das balinhas de menta Smint; e em 2003, com a introdução do CHUPA CHUPS CREMOSA, um pirulito com recheio cremoso de frutas. Em julho de 2006, a marca foi adquirida pela empresa ítalo-holandesa Perfetti Van Melle, terceira maior produtora mundial no setor de confeitos. Em 2008, para comemorar os 50 anos de seu lançamento, a marca estreou uma campanha publicitária, denominada “Live a Life Less Serious”, com sua primeira mascote global, um boneco bizarro chamado Chuck. Nos anos seguintes a linha de produtos da marca foi expandida com o lançamento de novos itens, como por exemplo, CHUPA CHUPS FRUITELLA, um pirulito com sabor da famosa bala de morango, introduzido em 2009; GOMIS, uma linha de bolas de goma, lançada em 2010. Além disso, a Perfetti Van Melle resolveu associar a CHUPA CHUPS com uma de suas marcas de chicletes: surgiu assim as gomas de mascar CHUPA CHUPS BIGBABOL.


Mais recentemente, em 2011, os pirulitos da marca voltaram a serem comercializados no Brasil, após cinco anos de ausência do mercado. E as novidades não pararam por aí. Novos produtos surgiram: CHUPA CHUPS SURPRISE, uma linha direcionada ao público infantil com personagens licenciados, como por exemplo, Bob Esponja e Smurfs, que além do tradicional pirulito traz uma agradável surpresa (pequenos brinquedos colecionáveis); CHUPA CHUPS UNIVERSE, uma linha de pirulitos de frutas com pequenos bolinhas (pedacinhos), que adicionam uma quantidade extra de sabor a deliciosa guloseima; e a linha CHUPA CHUPS CRAZY DIPS, pirulitos em formato de pé com um pó especial, onde ao se mergulhado e levado à boca, tem-se a sensação de que mini “explosões” acontecem. Em 2015, a marca foi estendida para uma nova categoria de produto com o lançamento no mercado italiano do CHUPA CHUPS CHOCO, pequenos confeitos de chocolate ou amendoim coberto de chocolate.


Os divertidos e deliciosos sabores 
Os pirulitos CHUPA CHUPS podem, dependendo do país, ser encontrados em mais de 100 sabores, incluindo, além dos tradicionais de frutas (que incluem uva, morango, cereja, raspberry, banana, melancia, laranja, manga, abacaxi, limão e maçã verde), alguns exóticos como pimenta (criado especialmente para o mercado mexicano), lichia, café, sorvete de chocolate e morango com creme, chá verde, chá com limão, morango com chocolate, caramelo, cola e cacau com baunilha. E muitos deles vêm com brinquedinhos divertidos para as crianças. Os famosos pirulitos também estão disponíveis em várias outras versões: sem açúcar, recheado com chiclete, em tamanho mini, com leite e com recheio cremoso.


Uma marca Cult 
Além dos pirulitos que conquistaram uma imagem descolada, irreverente e descontraída junto aos consumidores, tanto que deixou de ser associado exclusivamente à infância, a marca CHUPA CHUPS se transformou em um símbolo cult. E aproveitando essa força, a partir de 2000, foi criada uma divisão para licenciar a marca CHUPA CHUPS para outros segmentos de produtos. Isto porque, a marca reunia três requisitos importantes para ser licenciada: alta notoriedade, personalidade forte, além de ser uma love brand, ou seja, conecta-se com o público em nível emocional. Surgiram então roupas, calçados, acessórios, óculos, perfumes, produtos de higiene, itens de decoração, cosméticos e brinquedos com a divertida marca espanhola. Finalmente em 2014 a marca inaugurou um comércio eletrônico (http://www.chupachupsshop.com), inicialmente para o mercado italiano, para vender boa parte destes itens. Além disso, a marca fechou uma parceria com a varejista sueca de moda H&M para a venda de uma coleção de roupas e acessórios para crianças e adolescentes. Essa divisão de licenciamento rende mais de €50 milhões por ano para a marca.


Campanhas que fizeram história 
A marca CHUPA CHUPS agradece ao marketing, muitas vezes espontâneo, de várias celebridades em relação ao seu produto. Madonna, grandes astros do esporte como Michael Jackson, os meninos do grupo East 17, os modelos Joel West e Marcus Schenkenberg e até o roqueiro Perry Farrell. Todos contribuíram para tornar CHUPA CHUPS uma marca cult. As garotas do Spice Girls foram contratadas pela marca como garotas-propaganda. O sucesso foi tanto que acabaram ganhando uma linha de produtos composta pelo Fantasy Ball (pirulito sabor pêssego com chiclete dentro), o Pen Pop (porta-pirulito com caneta), o Pop Talker (porta-pirulito em forma de microfone) e o Crazy Dips (pirulito com formato de pé). E não só com celebridades a marca pretendeu atingir o novo público. Há poucos anos atrás, iniciou um projeto ousado de conquistar adultos com uma guloseima caracteristicamente infantil. E a marca vem colhendo resultados surpreendentes. Na Europa, por exemplo, os consumidores acima de 20 anos já respondem por 50% das vendas. Uma campanha capaz de despertar nos adultos o lado, digamos “sexual” do produto, fez muito sucesso nos Estados Unidos e na Europa. Um anúncio exibia uma loura deslumbrante, degustando sensualmente o pirulito. Título da propaganda: “Prazer. Oral”. Na Alemanha, outra campanha intitulada “Me Lambe”, mostrava que o pirulito tinha um apelo sexual.


Porém, uma das campanhas mais criativas e conceituais para marca foi criada recentemente pela agência sul-africana Lowe Bull, baseando-se no conceito de que os pirulitos eram essenciais para crianças. Com o slogan “It’s the end of the world without it” (“É o fim do mundo sem ele”), os anúncios mostravam dramas adultos ganhando moldes infantis diante da falta do famoso pirulito.




A evolução visual 
Apesar do logotipo original da marca conter uma simpática menininha, com a intenção de expandir o produto para outros mercados a empresa sentiu necessidade de uma identidade universal. E isso era trabalho para um artista. E o artista foi ninguém menos que o surrealista Salvador Dalí. Tudo começou em 1969 quando Enric viajou para Figueras, cidade a 150 quilômetros de Barcelona, para visitar o gênio do surrealismo. Durante a refeição e em menos de uma hora, Dalí desenhou o que seria o logotipo da marca CHUPA CHUPS em um pedaço de jornal. Fez considerações a respeito da disposição do logotipo na embalagem do produto, sugerindo sua aplicação no topo da embalagem como uma coroa, facilitando assim sua visibilidade e dando maior força de exposição à marca. Surgia assim o famoso logotipo na forma de uma margarida estilizada da marca CHUPA CHUPS, seguido do slogan, em catalão, “És rodó i dura molt, Chupa Chups”. Ou seja, “É redondo e dura muito, Chupa Chups”. Forte, alegre e único, o logotipo provou que era universalmente popular e se tornou um ícone definitivo para uma marca mundialmente famosa. Nos anos seguintes, o logotipo foi sendo apenas modernizado, sempre mantendo sua forma original. A última alteração ocorreu em 1988.



Os slogans 
Life Less Serious. (2008) 
Moving your world. (2008) 
Chupa un Chups. (1958) 
Smoke Chupa Chups. 
Flavour that stick to you.



Dados corporativos 
● Origem: Espanha 
● Lançamento: 1958 
● Criador: Enric Bernat 
● Sede mundial: Barcelona, Espanha 
● Proprietário da marca: Perfetti Van Melle S.P.A. 
● Capital aberto: Não 
● CEO: Sameer Suneja 
● Presidente: Ubaldo Traldi 
● Faturamento: US$ 900 milhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Fábricas: 14 
● Presença global: + 150 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Segmento: Doces 
● Principais produtos: Pirulitos, balas e confeitos 
● Concorrentes diretos: Jolly Rancher, Dum Dums, Tootsie Roll Pop e Mister Pop’s 
● Ícones: O logotipo “margarida” 
● Mascote: Chuck 
● Slogan: Life Less Serious. 
● Website: www.chupachups.com 

A marca no mundo 
Os produtos da marca são comercializados em mais de 150 países ao redor do mundo, sendo que aproximadamente 90% das vendas se dão fora da Espanha. Hoje, a marca vende aproximadamente cinco bilhões de pirulitos por ano, que são produzidos em 14 fábricas espalhadas pelo mundo. Desde seu lançamento no mercado CHUPA CHUPS, que possui 34% de participação no mercado mundial desta categoria, já vendeu mais de 70 bilhões de pirulitos. Estima-se que um a cada três pirulitos consumidos no mundo seja CHUPA CHUPS. 

Você sabia? 
 Os pirulitos da linha original são feitos com ingredientes naturais à base de suco de frutas, sem corantes artificiais e com sabor prolongado. 

As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Isto é Dinheiro), jornais (Meio Mensagem), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Mundo do Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 17/7/2015

Leia Mais ››