sexta-feira, 10 de julho de 2015

Óticas Carol recebe Prêmio Lojista e reitera compromisso de atender cada vez melhor os consumidores



Os vencedores da premiação, promovida pela Alshop, foram definidos por voto popular e a rede foi eleita na categoria de melhor Ótica



A Óticas Carol, rede de varejo que mais cresce no Brasil, ganhou o prêmio de Melhor Ótica na 17ª edição do Prêmio Lojista promovido pela Alshop. Os consumidores da marca deixaram para trás concorrentes como Óticas Wanny (SP) e Óticas Visão (Fortaleza) e elegeram a rede como sua favorita na categoria Ótica.

Para Ronaldo Pereira, CEO da Óticas Carol, o prêmio é muito importante para a rede, já que os próprios clientes reconheceram os diferenciais de atendimento e serviços prestados. “Agradecemos aos consumidores por este prêmio que reconhece a Óticas Carol por sua qualidade no atendimento e também por oferecer itens de grandes marcas com preços e condições acessíveis”, afirma.

A estratégia de negócio bem definida da rede, que estimula o consumidor a perceber os óculos como acessórios de moda, incentivando um novo hábito de compra aspiracional, conquistou clientes de todo país que, agora, podem adquirir óculos de marcas internacionais com ótimas condições de pagamento. Não é a toa que uma pesquisa realizada pela Óticas Carol no último mês de abril com o Instituto Ibero-Brasileiro de Relacionamento com Clientes (IBRC) mostrou que o índice Net Promoter Score (NPS), que mede a fidelidade do cliente é de 59, enquanto a média do varejo nacional é 30.

“Comparado às redes de óticas já pesquisadas pelo Instituto, somos a rede com maior NPS, ou seja, maior índice de fidelidade do consumidor, que está satisfeito com a empresa e entende nossa proposta de rede fast fashion de óculos e nosso modelo de negócio de luxo acessível”, acredita Raquel Pirola, diretora de marketing da Óticas Carol.

Além disso, no início de junho, a rede foi eleita pelo Datafolha a melhor do segmento pelos paulistanos, por 23% dos entrevistados. Quando analisada a Zona Oeste de São Paulo, o índice sobe para 28%, mostrando que os consumidores da capital paulista são exigentes e sabem identificar produtos e serviços de qualidade.

E não foram só os consumidores finais que elegeram a Óticas Carol como referência nacional do segmento. No último mês de abril, a rede recebeu pelo décimo ano consecutivo o Selo de Excelência em Franchising, promovido pela ABF - Associação Brasileira de Franchising. “O Selo de Excelência em Franchising é uma conquista que faz da Óticas Carol a única empresa no varejo óptico a ser reconhecida nacionalmente”, afirma Ronaldo Pereira.


Leia Mais ››

Sem educação de qualidade, o conceito de pátria é vazio


O lema “Brasil, Pátria Educadora”, do novo governo da Presidente Dilma Rousseff, evoca uma dimensão afetiva. Enquanto nação é um conceito mais jurídico, pátria implica um sentimento de pertencimento a uma terra – natural ou adotiva –, um vínculo carregado de memórias e experiências, valores, histórias e culturas compartilhadas. Mas só a educação pode colocar sentido nesse conceito. Caso contrário, ele se converte em patriotismo vazio.

Quando a pátria, exaltada na letra do hino nacional, pode ser de fato “amada”? Quando podemos desejar que nossos filhos sejam criados nesta terra e não em outra? Certamente quando eles podem se orgulhar do país e ter esperança no futuro, construir um projeto pessoal e profissional ancorado num projeto de nação, quando conhecem e valorizam as raízes de seu povo, em toda a sua plural beleza. Isso não se constrói com medidas econômicas, mas com educação.

Só que fazer do Brasil uma pátria educadora requer uma mudança de mentalidade. Não passa simplesmente, como afirmaram os três últimos ministros da educação e também o atual ministro Cid Gomes, por mudar o currículo do ensino médio. Nem requer apenas oferecer mais vagas em creches, submeter os professores a avaliações periódicas ou ampliar o ensino em tempo integral, como anunciou Cid Gomes em recenteentrevista.

Ser uma pátria educadora é algo que ultrapassa o que se faz na escola. A educação começa em casa, nos exemplos dos pais, mas transcende para a esfera pública. Implica experimentar, no cotidiano, relações de civilidade, respeito, justiça. E atinge, claro, a dimensão política. Acontece quando há engajamento dos cidadãos, ética nos governantes, transparência no uso dos recursos públicos.

Sem dúvida que a escola, nessa pátria educadora, é ambiente fundamental, onde se aprende a atribuir significados e sentidos à história e à cultura. Nela se recebem as bases que podem formar o cidadão do futuro, capaz de construir uma nação democrática, inclusiva e sustentável. 

Sem educação de qualidade não há “pátria”, apenas um território sem rosto do qual não se pode sentir orgulho verdadeiro: é o país que, hoje, ocupa a lanterna nos exames internacionais de competências educativas e contrata gente fora porque não tem trabalhador qualificado.

Por isso, a sociedade brasileira deveria ter total atenção ao que está acontecendo na escola pública. Respeitar os mestres, fiscalizar mais e cobrar melhorias em situações que são inaceitáveis. Essas atitudes, porém, derivam de algo bem mais profundo, que ainda temos que conquistar: o valor que se atribui à educação.

Sem educação de qualidade, o conceito de pátria se torna meramente sentimental. Pode-se “morrer pela pátria”, sentir-se “a pátria de chuteiras”, ter a “semana da pátria”, cultuando-a com bandeiras e símbolos oficiais. Mas um povo não educado será sempre vítima de um civismo abstrato que, se supostamente unifica o país, no fundo o fragiliza e o torna vulnerável às mais diversas ideologias.

http://g1.globo.com/educacao/blog/andrea-ramal/5.html

Leia Mais ››

P&G vende 43 marcas de beleza para Coty


Link permanente da imagem incorporada



Transação envolve marcas de cosméticos, perfumaria, tinturas e cuidados profissionais para cabelos. Com isso, francesa se torna uma das maiores do segmento no mundo
Por Priscilla Oliveira, do Mundo do Marketing | 10/07/2015
priscilla@mundodomarketing.com.br
A Procter & Gamble vendeu 43 marcas do segmento de beleza para a francesa Coty. A transação envolve marcas de cosméticos, perfumaria e tinturas e cuidados profissionais para os cabelos. Entre os nomes que deixam de fazer parte da companhia, estão Wella, Sebastian, Clairol, Koleston, Soft Color, Wellaton, Max Factor e Covergirl. Além desses, também foram repassados os direitos de uso das marcas de perfumes Hugo Boss, Dolce & Gabbana, Gucci, Lacoste, Bruno Banani, Christina Aguilera, Escada, Gabriela Sabatini, James Bond 007, Mexx, Stella McCartney e Alexander McQueen.
O valor da negociação ficou em US$ 12,5 bilhões - aproximadamente, R$ 40,5 bilhões - e transformará a Coty em uma das maiores empresas de beleza do mundo e uma das líderes de mercado de tintura no Brasil. A P&G, no entanto, não deverá ficar totalmente de fora do controle das marcas. Os termos darão aos acionistas uma fatia majoritária de uma nova companhia que se formará com a venda e deve atingir mais de US$ 10 bilhões, o dobro do que a francesa arrecada.
A decisão já era esperada pelo mercado desde 2014, quando a P&G afirmou que concentraria os esforços em 10 categorias e 65 marcas que mais rendem negócios para o grupo. Os selos que sairão da linha são os que caíram 3% nas vendas e cujos lucros recuaram em 16%. No primeiro semestre de 2015, a companhia sofreu uma queda de 11% no segmento de beleza e higiene pessoal.


http://www.mundodomarketing.com.br/ultimas-noticias/34004/p-g-vende-43-marcas-de-beleza-para-coty.html
Leia Mais ››

Dia da Pizza acaba em pizza com ações tímidas no mercado


Novos sabores ou promoções de compre e ganhe são maioria entre os investimentos das redes especializadas. Algumas, no entanto, optam por focar na solidariedade

Por Priscilla Oliveira, do Mundo do Marketing | 10/07/2015

priscilla@mundodomarketing.com.br

A pizza é um prato que conquistou as pessoas em todo o mundo, incluindo os brasileiros. A paixão pela iguaria é tanta que o país comemora, desde 1985, um dia só para ela, mais precisamente em 10 de julho. Apesar de três décadas com um espaço próprio no calendário, a data ainda não recebe grandes ações de Marketing por parte das empresas. Em geral, são as redes de pizzaria e pequenos empresários que fazem alguma iniciativa para não deixar a celebração passar em branco. Já o varejo e as fabricantes do produto na sua forma industrializada acabam desperdiçando o bom momento para realizar ações de relacionamento e ativação.
Oportunidades de investimento e público para atingir não faltam. Apenas em São Paulo, são vendidas 572 mil unidades por dia, em mais de 11 mil pizzarias do estado. O aumento da preferência pelo delivery é um ponto a ser trabalhado e que pode melhorar as vendas, que tiveram uma queda de 17% a 25% no primeiro semestre deste ano, segundo a Associação Pizzarias Unidas. No Brasil, o setor gera 360 mil vagas de trabalho e movimenta em torno de R$ 22 bilhões ao ano.
As estratégias de Marketing aplicadas pelo mercado, atualmente, concentram-se na criação de novos sabores, na compra de equipamentos modernos e na realização de reuniões entre empresários, para networking e negócios. Um destes encontros é a ExpoPizzaria, na capital paulistana, que acontece de nove a 11 de julho. Os organizadores elaboraram uma ação para celebrar o Dia da Pizza – eles montarão uma versão gigante, com 30 metros de diâmetro, para ser distribuída aos visitantes.
Sabores especiais
Como um atrativo para a data, algumas redes apostaram na inclusão de novos sabores ou tipos exóticos ao cardápio. O Holiday Inn Parque Anhembi, em São Paulo, antecipou os festejos e, desde o dia oito de julho, incluiu opções inusitadas no menu. Até domingo, dia 12, os clientes poderão saborear a iguaria de cappuccino, por exemplo, que mistura creme de chocolate cappuccino e sorvete de creme. Além disso, foram disponibilizadas duas opções de combinados: a pizza crispy individual acompanhada de suco natural ou com cerveja long neck.

A pizzaria Família Presto também optou por levar novidades aos consumidores. Especializada em sabores artesanais, o local passa a contar com nova apresentação, ingredientes e receita. Um exemplo é a Segredo Siciliano, que leva calabresa especial curada, champignons cobertos com muçarela e folhas de manjericão fresco com uma borda de azeite e queijo parmesão. A estratégia é unir os sabores preferidos e mais vendidos.
A rede de restaurantes Viena optou por celebrar o Dia da Pizza durante todo o mês de julho, adicionando duas variedades exclusivas feitas em parceria com a Philadelphia. Com sabor exótico, a Del Mare leva salmão defumado e abobrinha salteada, enquanto a pizza Sertões envolve a combinação de carne-seca desfiada com cebola frita. Ambas recebem um toque final com o cream cheese. As novidades podem ser encontradas nos conceitos Viena Delicatessen e Gourmet, na opção à la carte. 
A marca da Mondelez também fez parceria com a Dídio Pizza Delivery para uma cobertura especial em suas redes sociais durante o dia 10. A empresa apresentará a jornada da iguaria desde o momento do pedido, detalhes do preparo, escolha dos ingredientes, o tempo no forno e o caminho até a casa do cliente. A fabricante convidou o chef Dalton Rangel para ser o pizzaiolo da noite em uma das unidades da rede durante toda a noite de sexta, preparando alguns pedidos para os clientes.
A Catupiry também adotou a mesma estratégia e realizou parceria com restaurantes de São Paulo e Rio de Janeiro para mostrar que o requeijão cremoso também vai bem nas pizzas doces. Quem pedir uma unidade com o produto receberá uma sobremesa de creme de chocolates e cookies. Para impactar os consumidores, todos os estabelecimentos participantes contarão com marcadores de cardápio divulgando a promoção, display de mesa, flyers explicativos e embalagens personalizadas para os produtos vendidos no delivery. Além dos clientes, a ação também beneficiará as pizzarias parceiras, pois a empresa presenteará, com um kit de produtos da marca, os teleatendentes do segmento de delivery que mais se destacarem nas vendas promocionais.
Enquanto isso, a Parmê apresenta, na data, o lançamento de três novos sabores do cardápio: pizzas Al Mare (molho de tomate, muçarela, tomate, camarão, salmão, manjericão), Frango Supreme (molho de tomate, muçarela, frango desfiado, tomate, champignon, azeitonas, e manjericão) e a Calabresa Supreme (molho de tomate, muçarela, calabresa, tomate, ovo, cebola, azeitona e manjericão), todas custarão R$ 47,00.
A Pizza Hut não apresentará nenhum novo sabor, mas utilizará o recém-chegado Cheesy Pop para atrair a clientela nessa sexta. Composta por massa artezanale, inspirada nas pizzas italianas, e borda de 28 poppers recheados de queijo, a combinação é o grande destaque da rede durante todo o segundo semestre de 2015. A marca aproveita que ela é ideal para ser consumida entre os amigos para atraí-los aos restaurantes na data.
Solidariedade
Aproveitar o clima de comemoração para ajudar o próximo foi o caminho escolhido por algumas marcas. Entre os dias seis e 10 de julho, A Pizzaria Chaplin, em São Paulo, reverterá 5% da renda obtida para a Fundação Dorina Nowill para cegos. O restaurante ainda terá uma programação especial com música ao vivo, sorteio de prêmios e uma vivência com a equipe do Ateliê no Escuro.

A Baggio Pizzeria & Focacceria realiza, nesta sexta, a nona edição da campanha Baggiorno Felice, que destina 100% da renda arrecadada com as vendas das pizzas de muçarela e calabresa para entidades beneficentes. Em 2014, as unidades de Curitiba, São José dos Pinhais, Balneário Camboriú, Blumenau e Joinville arrecadaram um total de R$ 25.097,78. As doações das unidades de Curitiba e região metropolitana serão destinadas ao Complexo Pequeno Príncipe, referência nacional em atendimento hospitalar infantil.
A unidade de Blumenau terá os valores revertidos à Casa de Apoio – Associação de Pais e Amigos de Crianças Portadoras de Neoplasia de Blumenau. Já em Joinville, quem recebe a doação é o Lar Emanuel. A Baggio Brusque doará o valor do Baggiorno Felice ao Lar Menino Deus e a unidade de Balneário Camboriú destinará a renda ao Lar da Terceira Idade. Serão válidos os pedidos feitos no balcão, salão ou pelo delivery.
Em vez de fazer alguma doação, a Kokimbos Pizza e Picanha fará distribuição gratuita de pizzas na orla de Santos, nesta sexta. A ação acontecerá em frente ao Aquário Municipal, na Ponta da Praia, das 11:00 às 13:00. Toda estrutura necessária para o preparo e distribuição das pizzas será montada no calçadão da praia. Assim como nos eventos anteriores, a expectativa dos organizadores é de distribuir cerca de mil pedaços de pizzas de muçarela e calabresa. A iniciativa é uma forma de agradecer à população pelos 25 anos de atuação na cidade.
Compre e ganhe
A Domino´s Pizza aproveitou a data comemorativa para criar uma campanha online via e-mail Marketing, mídias sociais e Google. Na compra de uma pizza grande ou giga, o cliente ganhará um cupom que vale uma pizza média de muçarela. A campanha é válida de seis a 12 de julho para as vendas online, no balcão e por telefone. A promoção vale para um cupom por pedido, durante toda a semana.

O mesmo fará a Padaria Brasileira, em Santo André (SP). Na compra de uma pizza para consumir no local, a outra de igual ou menor valor é grátis. A oferta acontece em algumas unidades da rede e está disponível para mais de 30 opções do cardápio. 

http://www.mundodomarketing.com.br/reportagens/mercado/34000/dia-da-pizza-acaba-em-pizza-com-acoes-timidas-no-mercado.html
Leia Mais ››

O PontoFrio

O PONTO FRIO está presente na vida de milhões de brasileiros comercializando eletrodomésticos, eletrônicos e móveis das melhores marcas e serviços associados, satisfazendo plenamente as necessidades e sonhos de consumo, superando expectativas e assegurando um alto índice de fidelidade com excelência no atendimento.

        
A história

A história começou no dia 12 de junho de 1946, na cidade do Rio de Janeiro, quando o jovem imigrante romeno Alfredo João Monteverde fundou a empresa Globex, apostando na importação e venda de produtos como máquinas de costura e refrigeradores. Surpreendendo o mercado, o jovem empresário deu aos brasileiros a oportunidade de terem acesso ao conforto, segurança e tecnologia, que outros países do mundo já há muito tempo desfrutavam.
Os produtos importados, especialmente os eletrodomésticos, despertaram o interesse dos consumidores de tal maneira, que acabaram determinando a necessidade de abertura de uma loja, em 1950, para exposição das novidades e para a satisfação de suas necessidades de consumo. Dentre os produtos importados, o refrigerador americano “ColdSpot” alcançou tanto sucesso nas vendas e aceitação dos consumidores, que a empresa passou a ser conhecida como PONTO FRIO, nome fantasia criado a partir da tradução do nome ColdSpot.

A escolha do pinguim como mascote da marca ocorreu na chegada de um desses visitantes ao sul da Praça Mauá, no Rio de Janeiro. O pinguim foi adotado por Alfredo Monteverde e por Maria Consuelo, sua primeira funcionária. A partir de então, a rede iniciou um forte processo de expansão para a capital, Brasília, e os estados de Goiás e Minas Gerais. Somente a partir de 1992 a rede ingressou fortemente no estado de São Paulo e na região sul do país. Na busca de novos canais de venda, a empresa criou um canal de vendas por telefone – Televendas – e lançou seu site (PontoFrio.com) na Internet em 1996, inicialmente somente para consultas sobre os produtos comercializados e informações corporativas, que se tornou um forte canal de vendas online a partir de 1997.


No ano seguinte, diversificou o mix de produtos oferecidos em suas lojas, apostando em equipamentos de informática e telefonia celular, ampliando seu mercado de atuação. Dessa forma, a empresa diminuiu sua dependência em relação aos chamados produtos da linha branca. Em 2000, arrematou em um leilão público os 81 pontos de venda da rede Disapel. Com essa aquisição, o PONTO FRIO reforçou sua presença na região sul do país e passou a liderar o ranking do setor em números de lojas. Inovou também o varejo eletroeletrônico inaugurando sua primeira Megastore na Marginal Tietê na cidade de São Paulo. Em 2003, além de inaugurar sua segunda Megastore, no Barra Shopping no Rio de Janeiro, resgatou o antigo slogan “Ponto Frio Bonzão”, que estava em desuso há oito anos, relançando-o no mercado como “Bonzão da Prestação”. Para inaugurar a nova fase, que tinha como objetivo fazer com que a empresa retomasse a liderança no setor, o PONTO FRIO reformulou, em apenas uma noite, a fachada de todas as suas lojas, laranja e o preto deram lugar a cores quentes, como o vermelho e o amarelo, e espalhou 700 outdoors pelo país. O símbolo da rede – o pinguim - também foi resgatado e aparecia ao lado da garota-propaganda Viviane Romanelli nas campanhas publicitárias da marca.

        
Em maio de 2006, o Cartão de Crédito Ponto Frio Unicard passou a ser oferecido em todas as lojas da rede como um instrumento estratégico para aumentar a fidelização e estreitar o relacionamento com os clientes da empresa. Nesta época a empresa lançou no mercado um novo serviço: Ponto Frio Fotos, um serviço em que usuários podiam revelar fotos digitais com toda comodidade, via web, além de dispor de vários formatos e facilidades. Em 2007, a rede decidiu expandir sua atuação para a região Nordeste, sob um novo formato de loja, o Ponto Frio Digital (loja diferenciada com foco em produtos de tecnologia, como cine-foto, áudio, vídeo, informática e celulares). Em agosto do ano seguinte, a operação virtual passou por um processo de cisão, sendo criado o PontoFrio.com Comércio Eletrônico S.A., uma empresa varejista online com gestão e operação independentes do PONTO FRIO e quase a totalidade do seu capital social controlado pela Globex Utilidades S.A. No início do mês de junho de 2009, o Grupo Pão de Açúcar anunciou a compra da rede PONTO FRIO por R$ 824.5 milhões. Poucos meses depois, aconteceu a fusão da Casas Bahia com o PONTO FRIO, que passaram a serem controlados pelo Grupo Pão de Açúcar. Nos anos seguintes a rede PONTO FRIO passou por uma reestrutura, fechou lojas deficitárias, teve sua imagem corporativa e das lojas repaginadas, e foi reposicionada no mercado para atrair clientes de alta renda.
        
Atualmente a estratégia de diferenciação em relação à concorrência não se resume somente ao melhor preço, mas está fundamentada na seleção de conceitos que atendam de forma ampla às necessidades e à satisfação dos clientes. O PONTO FRIO deseja prestar sempre o melhor serviço, oferecer os melhores produtos e os últimos lançamentos, os melhores preços e as melhores condições de pagamento, além de, em especial, o melhor atendimento. Um exemplo disso é o atendimento ao cliente, batizado de SAC Bonzão.


A evolução visual

Em 2003 o PONTO FRIO reformulou totalmente seu logotipo que passou a adotar cores mais vivas como o vermelho, em substituição ao tradicional laranja. Em 2011 ocorreu uma nova mudança: o pinguim foi posicionado do lado direito, com o nome da marca escrito em letras minúsculas em vermelho. A fonte da letra foi arredondada, evidenciando ainda mais o nome da marca.



O valor

Segundo a consultoria britânica Interbrand, somente a marca SKOL está avaliada em R$ 232 milhões, ocupando a posição de número 24 no ranking das marcas mais valiosas do Brasil.
        
A marca no Brasil

O PONTO FRIO, segunda maior rede varejista do Brasil em seu segmento, em termos de receita líquida, está presente em 10 estados brasileiros e no Distrito Federal com 401 lojas (mais de 300.000 m2 de área de venda), dentre as quais está a maior loja de eletrodomésticos da América Latina, localizada em São Paulo. Além disso, possui a operação de vendas para pequenos e médios varejistas e o canal de vendas corporativas, pelo qual comercializa seus produtos diretamente à empresas. Em paralelo à venda de produtos, a empresa oferece aos seus clientes outros serviços, que funcionam como instrumentos de fidelização, tais como garantias especiais de compra, seguros, recarga de celulares e serviços de correspondente bancário.

Você sabia?

A empresa foi pioneira na adoção do sistema de crediário em grande escala no país, assim como na utilização de novos canais de venda, como Televendas e a Internet.
Até antes de sua venda para o Grupo Pão de Açúcar, Lily Safra, viúva do bilionário banqueiro Edmond Safra, era acionista majoritária da rede.

Por Blog Mundo das Marcas - www.mundodasmarcas.blogspot.com.br
As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Época Negócios e Veja), jornais (Valor Econômico), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas).
Leia Mais ››




Com a expansão do e-commerce, oferecer descontos, variedade de produtos e facilidades como frete grátis já não bastam para se destacar no mercado. Para avaliar a experiência do brasileiro nas compras online, foi realizada a pesquisa inédita “Experiência no Ecommerce” (www.experiencianoecommerce.com.br), feita com 100 dos principais varejistas virtuais do país.

O realizador do levantamento é João Leão, um dos pioneiros do estudo da experiência do consumidor no Brasil, com mais de dez anos de atuação no setor e à frente da consultoria PGeC (www.pgec.com.br). Durante trinta dias ele fez aquisições de baixo valor em cada uma das lojas e testou a experiência do cliente, devolvendo os produtos após recebê-los. Com isso, analisou o setor em três aspectos: facilidade na compra, relacionamento com o usuário e logística.

Entre os resultados da pesquisa está a falta de inovação dos layouts, que seguem os mesmos padrões, e a ausência de ferramentas que simplificam a realização do pedido: apenas 16% das lojas apresentam login social (acesso com o perfil de redes sociais), 14% o one-click checkout (compra em uma única página), e somente 4% têm guest checkout (compra sem cadastro). “Entre os destaques negativos estão sites com cadastros extensos que exigem informações supérfluas, como FAX ou órgão emissor do RG”, afirma Leão.

Quanto ao relacionamento com os consumidores, o levantamento indica que 55% dos e-commerces possuem chat online e, entre esses, 84% ofereceram atendimento rápido. No entanto, em um caso o pesquisador caiu em uma fila de 307 pessoas. Com relação ao e-mail o prognóstico é um pouco mais negativo: 30% dos avaliados não responderam às mensagens e 48% das respostas não resolveram o problema.

Na logística, o resultado é melhor: 86% dos pedidos chegaram dentro do prazo de entrega, a maioria deles, inclusive, com antecedência. Também não há o que reclamar quanto aos produtos, todos vieram intactos e corretos. Porém, a maioria chegou em embalagens comuns. Apenas duas lojas mandaram caixas coloridas, que se destacam. “Isso exemplifica como é fácil cativar o cliente com um esforço pequeno, basta querer se diferenciar”, diz Leão.

As lojas que participaram do Experiência no Ecommerce foram selecionadas a partir do ranking Internet Retailer – Top 500 Latin America 2014. Na metodologia foram excluídos e-commerces de setores como flores e alimentos, assim como os que não trabalham com produtos abaixo de R$ 100. “A média do desempenho das lojas não é muito boa. Mas, por outro lado, isso mostra que há um espaço grande para melhorar, com mudanças simples”, explica o realizador do estudo. Os resultados completos estão disponíveis no site.  

Fonte: Divulgação   
Leia Mais ››

Manual de Merchandising



Olá a todos.


Merchandising trata-se do conjunto de técnicas que tem como objetivo principal auxiliar numa melhor exposição de produtos e mercadorias, tornado-as mais atrativas e interessantes ao consumidor.

Aqui no blog, desde 2008, venho reunindo algumas dicas para expor melhor no ponto-de-venda, sem precisar de grandes investimentos, de maneira na qual com um pouco de esforço, conquistar um excelente resultado.


Aqui vão algumas dicas.
Utilize esses links como um prático manual de merchandising.
Clique sobre elas para abrir a explicação.




    E abaixo reuni também cinco posts/ artigos que acredito que auxiliam na construção de um bom ponto-de-venda. Espero que gostem:




    Um grande abraço e boas vendas!

    http://www.falandodevarejo.com/p/manual-de-merchandising.html
    Leia Mais ››