terça-feira, 7 de julho de 2015

Mega rede de calçados abre loja no Londrina Norte

Auto atendimento é a marca da Studio Z, com 54 unidades em 8 estados brasileiros


A Studio Z Calçados, que possui mais de 50 lojas em oito estados brasileiros, acaba de abrir a sua unidade no Londrina Norte Shopping. É a 54ª unidade da rede catarinense, que segue o conceito de autoatendimento.

O estoque fica inteiramente dentro da loja, em um sistema de “self service” assistido. O cliente percorre os “corredores” entre prateleiras e escolhe, livremente, o que quer experimentar, sendo auxiliado por vendedores apenas se requisitar.

Leandro Kaeffer, gerente da loja no Londrina Norte, diz que o Shopping está inaugurando um novo layout para as unidades da rede. “É uma loja mais elitizada, em sintonia com o perfil local de consumo”, explica.

O grupo Studio Z é um dos maiores varejistas de calçados do País.

Leia Mais ››

10 cursos da FGV de graça e online para empreendedores


Os cursos não custam nada e podem ser feitos de qualquer parte do país


smartphone; café; tecnologia; celular; notebook;  (Foto: ThinkStock)
Capacitação deve fazer parte do dia a dia dos empreendedores. As velhas desculpas de falta de tempo e dinheiro já não valem mais. Hoje, existe uma enorme oferta de cursos online que podem ser interessantes para pequenas empresas e, o melhor, gratuitos.
A Fundação Getúlio Vargas, por exemplo, oferece uma extensa grade de cursos online que podem ser úteis a empreendedores. Para se inscrever nos cursos, é preciso apenas fazer um cadastro no site da FGV Online.
Confira, abaixo, a lista dos cursos online da instituição que servem a quem está começando um negócio:


http://revistapegn.globo.com/Dia-a-dia/noticia/2015/07/10-cursos-da-fgv-de-graca-e-online-para-empreendedores.html
Leia Mais ››

Waze inicia testes de novo aplicativo de caronas



Waze, RideWith, Aplicativo de caronas

O Waze iniciou os testes de seu novo aplicativo RideWith. A ferramenta funciona como um localizador de caronas. A cidade de Tel Aviv, em Israel, foi escolhida para estrear a novidade e fazer os possíveis aprimoramentos. Entre as regras de uso, estão a limitação de duas viagens por dia e os motoristas não poderão receber um salário. A única forma de contribuição financeira permitida será um auxílio para cobrir gastos como pedágio, gasolina e manutenção do veículo.
Quanto ao modo de uso, quem busca por uma carona deve baixar a nova ferramenta, enquanto os condutores continuarão a utilizar o Waze. Durante os deslocamentos, o mapa alertará os motoristas sobre os pedidos, podendo decidir se levarão ou não passageiros que queiram fazer uma rota em comum. O próprio RideWith sugere um valor a ser cobrado baseado na distância do deslocamento. Não há previsão de quando o serviço será lançado em outros países.
Com o investimento, o Waze aposta na economia compartilhada, que já foi tema das reportagens “Economia compartilhada desafia marcas a repensarem ofertas” e “Prova de fogo para Uber, Airbnb e a economia compartilhada”, além do estudo “Economia compartilhada. O que é, desafios e oportunidades”.
Isso sem deixar de lado sua vocação, que está relacionada à mobilidade, assunto que também foi destrinchado na reportagem Mobilidade urbana: problema que traz oportunidade de negócios e no estudo Desafios e oportunidades da mobilidade urbana.
Leia Mais ››

Ambev anuncia compra da cervejaria Colorado, de Ribeirão Preto, SP

Companhia de Bebidas das Américas confirmou compra nesta terça-feira.

Fábrica de cerveja artesanal tem faturamento anual de R$ 18 milhões.


Cervejaria Colorado foi criada em 1996 em Ribeirão Preto, SP (Foto: Taiga Cazarine/G1)Cervejaria Colorado foi criada em 1996 em Ribeirão Preto, SP (Foto: Taiga Cazarine/G1)
A Companhia de Bebidas das Américas (Ambev) confirmou na manhã desta terça-feira (7) a compra da cervejaria artesanal Colorado, de Ribeirão Preto (SP).


A informação sobre o investimento da companhia na fábrica do interior de São Paulo foi confirmada pela assessoria de imprensa da Ambev, mas o valor do negócio não foi informado. O faturamento anual da Colorado é de R$ 18 milhões e a produção atual da empresa é de 120 mil litros.

Em nota enviada ao G1, a Ambev informou que com a compra a Colorado passou a fazer parte da Cervejaria Bohemia. Ainda segundo o comunicado, o fundador da cervejaria ribeirão-pretana, Marcelo Carneiro continuará à frente da empresa, dedicando-se principalmente à criação de novos produtos.


Carneiro não foi encontrado pela reportagem para comentar a compra da microcervejaria que fundou há 20 anos.



Segundo a Ambev, os funcionários da Colorado continuarão compondo o quadro da empresa e desenvolvendo as marcas da cervejaria, conhecida pelos rótulos premiados como Apia, Demoisele e Cauim, feita com mel.

“O compromisso das duas cervejarias de oferecer produtos de altíssima qualidade não muda e a união resultará em muita inovação para o consumidor, sempre valorizando a diversidade de ingredientes nacionais e a cultura brasileira, que fazem parte do DNA da Colorado”, afirmou a companhia no comunicado.
Lúpulo e malte, dois dos principais ingredientes da cerveja (Foto: Taiga Cazarine/G1)
Lúpulo e malte, dois dos principais ingredientes
da cerveja (Foto: Taiga Cazarine/G1)
Para a Ambev, o negócio vai facilitar a distribuição da marca artesanal por todo o Brasil e ajudará a criar a “quinta escola cervejeira mundial”, a brasileira, ao lado de produções belgas, alemãs, inglesas e americanas.
Sabores brasileiros
Desde a fundação, em 1996, a Cervejaria Colorado mistura os mais legítimos sabores brasileiros. O malte e o lúpulo rigorosamente selecionados são combinados com ingredientes especiais, como café, rapadura, mandioca, mel e castanha do Pará, formando sabores inusitados e legitimamente brasileiros.

Em entrevista recente ao G1, o dono da cervejaria, Marcelo Carneiro, explicou  que a ideia de usar insumos típicos brasileiros na cerveja foi inspirada pelas grandes escolas cervejeiras. “Os belgas utilizavam açúcar para elevar o teor alcoólico de suas cervejas, porque era o que tinha nas colônias deles. Já os ingleses possuíam um bom malte e fizeram suas cervejas mais maltadas", disse. 
Por isso, comecei a olhar em volta. Aqui há cana-de-açúcar até onde o olhar alcança. Laranja tudo em volta. Pensei no mel de laranjeira, o café aqui perto. Então passei a utilizar ingredientes do país em cada cerveja e tentar iniciar uma coisa nova que é a escola brasileira de fazer cerveja”, conta. 
http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2015/07/ambev-anuncia-compra-da-cervejaria-colorado-de-ribeirao-preto-sp.html
Leia Mais ››

Como construir um público-alvo melhor no ambiente digital



Relatório da TNS mostra como evitar que campanhas na internet tenham quedas no desempenho e apresentem resultados melhores. Material disponível em inglês


Atingir o público desejado é sempre um desafio, particularmente em um panorama da mídia em constante mudança. Como você pode melhorar sua performance digital sem mudar de estratégia? Como garantir que sua mensagem chegue ao consumidor de forma mais rentável, eficiente e oportuna?
Aperfeiçoar o processo de targeting é o futuro. Literalmente. Agora você provavelmente está pensando como pode um estudo de apenas 10.000 pessoas ser escalado para uma audiência de massa com qualquer grau de precisão? Essa pesquisa, lembre-se, teve lugar em os EUA, onde um típico campanha de publicidade on-line teria que procurar dezenas de milhões de consumidores dispostos.
A resposta é usar públicos "sósias", também conhecidos como "look - alike", criados através de dados de consumidores que voltariam a comprar de sua marca no futuro e informações sobre comportamento digital.

http://www.mundodomarketing.com.br/inteligencia/pesquisas/403/como-construir-um-publico-alvo-melhor-no-ambiente-digital.html

Leia Mais ››