sábado, 15 de agosto de 2015

Tudo que você queria saber da Ipiranga




HISTÓRIA

MARCA DE PIONEIROS

Quando foi criada uma pequena refinaria de petróleo em 1937, muita gente pensou que ela seria vencida pela forte concorrência e pelas adversidades do mercado. E adversidades não faltaram. A Ipiranga enfrentou uma Guerra Mundial, mudanças na política econômica, falta de matéria-prima e disputa com multinacionais. Na década de 40, por causa da 2ª Grande Guerra, a Refinaria chegou a paralisar suas atividades, realizando apenas serviços de manutenção.

CRIANDO RAÍZES

Com as medidas legais restritivas provocadas pela guerra, a sobrevivência da Ipiranga dependia de providências rápidas e criativas. E para driblar a proibição de importação de solventes, tornou-se sua própria fornecedora, criando a primeira unidade para fabricação de solventes no país.
Nos tempos do pós-guerra, o Brasil ainda era um país pouco urbanizado, a indústria engatinhava e o mercado de derivados de petróleo era modesto. A intuição da Ipiranga dizia que era o momento de continuar investindo. E ainda na década de 40, tornou-se a primeira empresa a produzir asfalto no Brasil.
A década de 50 traz Getúlio Vargas de volta à presidência e a inauguração das novas instalações da Refinaria Ipiranga. Com a morte de Getúlio, Juscelino Kubitscheck é eleito presidente do Brasil. O lema do governo? “Cinqüenta anos em cinco”. Na Ipiranga não foi diferente. Contrariando a lógica de mercado, a Ipiranga comprava uma multinacional. Em 2 de maio de 1959, era assinado o contrato de aquisição da Gulf Oil Corporation no Brasil. Nascia a Companhia Brasileira de Petróleo Ipiranga.
A década de 60 pontua o crescimento e a consolidação da Ipiranga como um grande sucesso empresarial. Mas em outubro de 1973, uma notícia surpreendeu o mundo. Sem aviso prévio, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) elevou em mais de 300% o preço do barril de petróleo – de 2,591 para 10,952 dólares. Era o primeiro "choque do petróleo", causando temores generalizados quanto ao abastecimento de combustíveis e fragilizando toda a economia mundial. O choque pegou o país e a economia brasileira na contramão.

A CONQUISTA DO BRASIL

Antecipando-se de certa forma às imposições do cenário macroeconômico, a Ipiranga vinha aos poucos redimensionando suas áreas de atuação e abrindo novas frentes de mercado.
Hotéis, couro, agropecuária, pescados e transportes eram alguns dos novos negócios do grupo, que chegaram a concentrar mais de trinta empresas. Mas o grande investimento da Ipiranga se deu mesmo na indústria petroquímica.

NASCE UM GIGANTE

A chegada da década de 90 trouxe também novos desafios. O avanço da globalização aguçou a concorrência e aprofundou as exigências de eficiência e competitividade na economia mundial. Para ficar mais forte e mais ágil, a Ipiranga repensou sua estratégia de diversificação, preparando-se para acelerar ainda mais o crescimento.
Em outubro de 1993, a capa da revista Exame trazia uma chamada surpreendente: a notícia da compra da Atlantic pela Ipiranga. Depois da compra da Gulf, a Ipiranga repetia o feito na década de 90. O fato histórico, comparado pelo periódico ao nascimento de um gigante, acabaria se transformando no marco definidor da trajetória de ajustamento e expansão da Ipiranga.

FASE ATUAL

No ano de 2008, a Ipiranga passou por uma nova fase. A Ultrapar, um dos maiores conglomerados privados do Brasil, firmou acordos para a aquisição dos ativos de distribuição de combustíveis e lubrificantes da Ipiranga localizados nas Regiões Sul e Sudeste. Resultado: a marca Ipiranga, sinônimo de tradição e qualidade, manteve-se forte nestas regiões.
Em Abril de 2009, a Ultrapar realizou novas aquisições. Com a compra da Texaco pela Ultrapar, a Ipiranga aumentou a sua rede em 2 mil postos de combustíveis, totalizando, desde então, 5,9 mil postos de combustíveis com abrangência em todo o território nacional.
A incorporação dos postos Texaco nas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte permitiu à Ipiranga atender com maior eficiência clientes com operações e necessidades em escala nacional. Com isso, a Ipiranga voltou a ter acesso a regiões de altas taxas de crescimento de consumo. Os ganhos de escala gerados pela união entre Ipiranga e Texaco resultaram em serviços de melhor qualidade e em maior competitividade para todos os postos da rede, com benefícios para o consumidor.
A Ipiranga está entre as maiores empresas do segmento de distribuição de combustíveis no Brasil. Seus mais de 6.400 postos são voltados a atender às necessidades diárias dos consumidores, ofertando desde combustíveis e lubrificantes até produtos de conveniência. São mais de 1.400 lojas am/pm e mais de 1.100 unidades Jet Oil, serviços automotivos especializados, franquias instaladas em postos Ipiranga.
E não parou por ai. Com vocação declarada para o varejo, a Ipiranga se diferenciou por meio da diversificação de produtos e serviços. Lançada em 2009, a loja virtual da Ipiranga, o Ipirangashop.com, é um exemplo disso. Criada para facilitar a vida do cliente, ela permite que consumidores possam comprar produtos que vão desde eletroeletrônicos e unidades domésticas a artigos infantis, entre outros. Além disso, a marca ainda criou os e-commerce Shopvinhos, KMVPneus e o Posto Ipiranga na Web, onde é possível adquirir créditos de combustíveis pela internet e abastecer nos postos credenciados da rede.  
Outra iniciativa pioneira no segmento foi o lançamento, também em 2009, do Programa de Fidelidade Km de Vantagens, que já conta com 14 milhões de participantes. Com ele, cada compra efetuada na rede de postos Ipiranga, lojas am/pm, Jet Oil e Ipirangashop.com é convertida em Km de Vantagens que podem ser trocados por ofertas especiais.
O conceito de ecoeficiência também integra o compromisso da empresa com a sustentabilidade. A Ipiranga tem ampliado a sua rede de Postos Ecoeficientes no Brasil. Já são mais de 750 unidades com este perfil em funcionamento ou em processo de implantação em todo País. 
O Programa Carbono Zero também é uma iniciativa sustentável e pioneira no mercado, que, desde 2007, já compensou 77 mil toneladas de Gases de Efeito Estufa (GEE) em conjunto com os demais programas de neutralização da Ipiranga, como: a neutralização do combustível adquirido pelo Posto Ipiranga na Web, o resgate de km no programa de fidelidade Km de Vantagens, Cartão Carbono Zero, entre outros.
Outras ações ligadas ao tema também demonstram que a sustentabilidade está cada vez mais incorporada aos nossos negócios. Temos projetos sociais, ambientais, somos signatários do Pacto Global e do Pacto da Erradicação do Trabalho Escravo, e desenvolvemos produtos e serviços que reduzem o uso dos recursos naturais e minimizam os impactos. A Ipiranga busca iniciativas que beneficiem o meio ambiente e a sociedade.
A trajetória de sucesso da Ipiranga só vem ocorrendo, porque depende diretamente da sua rede de postos, parceiros, fornecedores e também dos seus funcionários. Por essa razão, a empresa trabalha forte para agregar valor em todos os pontos de sua cadeia desde o início até a entrega de mais benefícios na ponta.
Assim como os brasileiros, a Ipiranga é apaixonada por carro e por tudo que se refere a este segmento. É com este espírito que a empresa desenvolve seus produtos e serviços de alta qualidade para maior comodidade e facilidade dos seus clientes – os grandes motivadores da sua contínua paixão e busca por mais realizações.
Ipiranga, apaixonada por carro como todo brasileiro.




  • Ipiranga e o Consumidor

    A Ipiranga participa ativamente do importante trabalho de conscientização da sociedade a respeito das questões ambientais.

    Saiba mais
  • Ipiranga e os fornecedores

    Para ratificar o seu compromisso com o respeito ao Meio Ambiente, a Ipiranga, em 2002, elaborou sua Política de Meio Ambiente.

    Saiba mais
  • Cultura

    Para ratificar o seu compromisso com o respeito ao Meio Ambiente, a Ipiranga, em 2002, elaborou sua Política de Meio Ambiente.

    Saiba mais
  • Ipiranga e a Sociedade

    Veja os indicadores de saúde, segurança e meio ambiente monitorados pela Ipiranga.

    Saiba mais
  • Política de Responsabilidade

    Para ratificar o seu compromisso com o respeito ao Meio Ambiente, a Ipiranga, em 2002, elaborou sua Política de Meio Ambiente.

    Saiba mais
  • Política de Comunicação e Marketing

    A Ipiranga desenvolve suas atividades de marketing incorporando preceitos éticos e de respeito aos seus parceiros e consumidores.

    Saiba mais
  • Politica de Saúde e Higiene Ocupacional

    Buscando promover ações para manutenção da saúde em nosso ambiente de trabalho, a Ipiranga elaborou sua Política de Saúde e Higiene Ocupacional

    Saiba mais
  • Pacto Global

    Ipiranga completa um ano como signatária do Pacto Global. Conheça mais sobre esse compromisso.
     






Leia Mais ››

Com visual moderno Caldo SAZÓN apresenta novas embalagens



A Ajinomoto do Brasil preparou uma grande novidade para os consumidores: Caldo SAZÓN® ganha embalagens com identidade visual mais atrativa e moderna 

Link permanente da imagem incorporada



São Paulo, agosto de 2015 - Para receber mais visibilidade nas prateleiras, a linha de caldos em pó adota o vermelho como cor principal e proporciona maior destaque para a palavra ''Caldo'', bem como o nome de cada versão e os ícones de identificação. O portfólio de Caldo SAZÓN® também foi repaginado. Três versões exclusivas ganharam aroma e sabor mais intensos: Carne e Tomate, Bacon Defumado e Picanha na Brasa - que substituem, respectivamente, Carne de Panela, Bacon com Toque de Cebola e Picanha com Toque de Alho. 



Caldo SAZÓN
Caldo SAZÓN




Sobre Caldo SAZÓN®



O caldo SAZÓN® é um caldo em pó. Oferece o mesmo sabor delicioso dos caldos em tablete, só que de forma muito mais prática. Pode ser utilizado em todas as preparações, com o diferencial de não precisar ser dissolvido previamente e a vantagem de não deixar pedacinhos em suas receitas. O produto está disponível em oito sabores em práticos sachês fáceis de usar (um sachê equivale a um cubo). 

Fonte: Race Comunicação - See more at: http://www.guiadaembalagem.com.br/noticia_6985-com_visual_moderno_caldo_saz0n_apresenta_novas_embalagens.htm#sthash.WOYPsTzT.dpuf
Leia Mais ››

Baidu vai à Justiça de SP contra a PSafe por concorrência desleal



O Baidu denunciou a desenvolvedora de softwares PSafe na Justiça de São Paulo, nesta sexta-feira (14), por forjar informações sobre competidores e praticar concorrência desleal. Os desdobramentos do processo podem levar a empresa a sofrer multa superior a R$ 500 mil e ser obrigada a deixar a loja de apps Google Play.

O caso teve origem há duas semanas, quando a desenvolvedora do antivírus móvel PSafe Total, passou a enviar para sua base de usuários uma mensagem de alerta contra um app rival, o DU Speed Booster.

Segundo o Baidu, uma perícia revelou que todas as vezes em que um usuário do app PSafe total tenta instalar a aplicação rival, uma mensagem de alerta o adverte de que o DU Speed Booster é uma aplicação que pode “representar riscos” ao usuário por “pedir permissões excessivas” para fins possivelmente “maliciosos”.

Softwares de antivírus, por natureza, pedem muitas permissões a qualquer sistema operacional em que sejam executados, basicamente porque a função essencial de rastrear vírus exige que o motor de detecção realize checagens em diferentes diretórios. Por este motivo, pode ser compreensível que, por erro, um app gere alertas contra outro que, em tese, deveriam ser eliminados quando se percebe o equívoco. De acordo com perícia realizada a pedido do Baidu, no entanto, o alerta é intencional, e seguido por outras práticas desleais.

Um usuário do PSafe Total, por exemplo, que remova qualquer app de seu smartphone, logo recebe uma “sugestão” para excluir outros apps que, supostamente, são pouco usados. O Baidu descobriu que a recomendação sempre incentiva o usuário a excluir apps da empresa, como DU Speed Booster, DU Battery Saver e Baidu Browser. Estas opções já aparecem “ticadas” para remoção. 

Durante um teste realizado pela perícia, um celular Android com vários apps do Baidu frequentemente utilizados e também PSafe Total instalados, teve o aplicativo Angry Birds removido. Na sequência, o PSafe Total recomenda que se excluam também os apps da Baidu e, de quebra, apresenta quantos MB seriam “liberados” da memória do dispositivo. 


A ação movida pelo Baidu exige que a PSafe remova os falsos alertas, as sugestões de desinstalação baseadas em falsas premissas e se retrate junto a todos usuários impactados pelas informações desonestas e ofensivas por eles divulgados, além de indenização por perda e danos no valor inicial de R$ 500 mil. O pedido judicial solicita ainda que, de forma cautelar, o app PSafe Total seja removido da loja Google Play, a fim de cessar as perdas em curso contra os apps rivais.

Procurada pelo Olhar Digital, a PSafe disse não ter conhecimento do assunto até a publicação desta nota.

http://olhardigital.uol.com.br/pro/noticia/baidu-vai-a-justica-de-sp-contra-a-psafe-por-concorrencia-desleal/50540
Leia Mais ››

Itambé inaugura fábrica de embalagens em MG


Itambé2

A Itambé, uma das maiores empresas do setor lácteo brasileiro, e a fabricante de embalagens Logoplaste idealizaram uma fábrica própria de garrafas plásticas para iogurtes na unidade fabril da empresa em Pará de Minas (MG). O investimento faz parte da estratégia da companhia para ampliar participação de mercado em produtos de alto valor agregado.

Para construção da fábrica de embalagens e aquisição de equipamentos e máquinas com tecnologia de ponta, Itambé e Logoplaste destinaram 18,5 milhões de reais. A iniciativa permitirá a conversão de cerca de duas mil toneladas/ano de resina em frascos de versões de 900 gramas, 600 gramas, 170 gramas e 75 gramas.
A fábrica de embalagens conta com um moderno fluxo de produção que minimiza o contanto humano com as garrafas, que, depois de prontas, são armazenadas em silos e transportadas via “frascodutos” até a linha de produção de iogurtes.

“Sempre buscamos as melhores práticas e as mais eficientes tecnologias disponíveis no mundo para atender às necessidades dos nossos clientes”, afirma Fábio Salik, diretor da Logoplaste.

Com a inauguração, a Itambé conclui aportes de 100 milhões de reais realizados nos últimos quatro anos. Parte desse montante foi destinada, em 2012, à construção de um Centro de Distribuição, que passou a concentrar o armazenamento do estoque e gerou o aumento de espaço disponível na fábrica.


“Isso nos permitiu focar no projeto de modernização das linhas de UHT e na ampliação, em mais de 80%, da capacidade produtiva de iogurtes”, diz Alexandre Almeida, CEO da Itambé. “A parceria com a Logoplaste nos permitirá produzir embalagens ainda mais modernas”, completa.




Itambé

Itambé1


http://www.embalagemmarca.com.br/2015/08/itambe-inaugura-fabrica-de-embalagens-em-mg/
Leia Mais ››