terça-feira, 3 de novembro de 2015

Primeiras garis que trabalham em caminhão de limpeza fazem sucesso em BH

As três garis fazem sucesso na profissão (Pedro Antônio de Oliveira)

As primeiras mulheres coletoras de resíduos de varrição a trabalhar em um caminhão de limpeza urbana em Belo Horizonte fazem sucesso na Região Centro-Sul da capital. Karen Cristina dos Santos Ribeiro, de 18 anos, Viviane Patrícia da Cruz de Souza e Sinália Pedroso Ramos, ambas com 33 anos chamam a atenção. Populares tiram fotos, acenam e mandam mensagens de apoio. 

Sem descuidar das tarefas e nem perder o equilíbrio, as três garis sempre encontram um jeito de retribuir com sorrisos ou acenos o carinho dos incentivadores. As funcionárias integram o quadro de empregados da KTM Engenharia, prestadora de serviços da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU).

Viviane é casada e mãe dois meninos – um de 4 e outro de 8 anos –, além de uma garota de 14. Há mais de dois anos na varrição, ela procurava uma ocupação diferente. Descobriu que havia vaga para o caminhão e logo se animou. “No início, a gente pensa que não é capaz, mas se um saco de lixo está muito pesado, juntas nós o carregamos”, conta. O principal desafio foi enfrentar a primeira chuva. “Não nos abalamos, deixamos a postos nosso estojo de maquiagem para continuarmos belas, pois nada irá apagar nosso brilho feminino, nem a chuva nem o sol”, garante.

Mãe de uma menina de 13 anos, um menino de 12 e outro de 10, a ex-cuidadora de idosos Sinália admite que o primeiro dia foi desafiador, pois suas mãos doeram um pouco. Ela se diverte ao citar a opinião do sogro, para quem “trabalhar em um caminhão da SLU não é coisa para mulher”. 

Karen é a caçula das três. Antes de ingressar na limpeza urbana, a jovem foi atendente de telemarketing, auxiliar de caixa em um shopping e demonstradora de café italiano. “Hoje me sinto uma artista”, diz. Outro lado descontraído do serviço são as piadinhas que ouve com frequência, como “quero uma vaga nessa empresa”, “me jogue no lixo” e “agora até eu corro atrás de caminhão”, entre muitas outras.

José Ataíde de Souza, de 47 anos, é o condutor do veículo que recolhe os resíduos de varrição. Motorista de caminhão há 26 anos, ele foi escolhido para trabalhar com as coletoras em virtude de seu perfil calmo e cauteloso.

http://www.itatiaia.com.br/noticia/primeiras-garis-que-trabalham-em-caminhao-de-limpeza-fazer-sucesso-em-bh

Nenhum comentário:

Postar um comentário