quarta-feira, 1 de julho de 2015

LinkedIn marketing pessoal e profissional






Nos dias de hoje, ter uma estratégia de marca pessoal no LinkedIn é fundamental para quem deseja uma boa colocação no mercado de trabalho ou desenvolvimento profissional, seja no Brasil ou qualquer outro lugar do mundo.
LinkedIn possui atualmente mais de 400 milhões de usuários, sendo mais de 20 milhões deles apenas no Brasil, que já é o terceiro país com mais usuários da rede.
As mídias sociais podem ser uma excelente oportunidade de negócios para empresas e pessoas. Usando de forma inteligente as técnicas adequadas de comunicação para se dirigir aos públicos desejados, você pode construir rapidamente, e consolidar ao longo do tempo, uma reputação de competência e expertise em praticamente qualquer área de conhecimento.
Como funciona o LinkedIn
A proposta do LinkedIn é ser uma rede social voltada exclusivamente para relacionamentos profissionais. Nela você cria um perfil, não para divulgar suas atividades corriqueiras e compartilhar coisas do dia a dia, como no Facebook, por exemplo, mas para mostrar suas habilidades profissionais e desenvolver um trabalho de networking virtual.
Em função dessa característica, as ações de marketing pessoal no LinkedIn precisam ser revestidas de certas formalidades que você não encontra em nenhuma outra rede. Ele tem dinâmica própria e regras de conduta que se não forem bem compreendidas, pode, ao invés de promover a sua marca pessoal, fazer um grande estrago à sua imagem.
O LinkedIn é a mídia de “paletó e gravata” por excelência, onde você pode mostrar ao público sua capacidade de se adequar ao ambiente formal de uma empresa. Em termos de recursos tecnológicos, é bastante semelhante ao Facebook, com a diferença de que, no Linkedin espera-se um comportamento mais “gerencial” por parte das pessoas.
LinkedIn não é apenas um currículo online
Uma comparação que é muitas vezes feita em artigos publicados na Internet e na mídia impressa é de que o LinkedIn seria o seu currículo virtual. Esse é um grande engano e eu vou  explicar porque.
Se o LinkedIn fosse o correspondente digital do bom e velho currículo, bastaria você digitar os seus dados nos campos de informação e estaria tudo resolvido. Você teria uma presença profissional no LinkedIn e a própria rede se encarregaria do seu marketing pessoal. Só que não é assim que a coisa funciona.
É claro que a apresentação pesa bastante na sua estratégia de marketing pessoal no LinkedIn, mas o que funciona como fator decisivo entre o sucesso e fracasso nesta rede são as suas interações, como participação objetiva em grupos, troca de mensagens com suas conexões e participação ativa na rede.
Achar que pelo simples fato de você ter criado um perfil no LinkedIn resolve o seu problema de marketing pessoal nesta rede é simplesmente ingenuidade. A criação de uma identidade profissional no LinkedIn envolve além da inserção de dados profissionais e acadêmicos, uma ampla participação nos diversos ambientes de interação da rede.
Fóruns de discussão e grupos temáticos
Esse tipo de mídia está presente em toda parte desde o início da internet, inclusive nas redes sociais Facebook e Linkedin. A principal dica é adotar uma atitude de colaborar com o grupo, trazendo sempre informação relevante, sem entrar em bate-bocas e guerras de egos.
As redes sociais oferecem a todas as pessoas a oportunidade de aparecer do jeito certo para a pessoa certa. O seu primeiro passo para aproveitar essa oportunidade é preocupar-se em como você deseja aparecer.
Planeje sua atuação de forma a mostrar, a cada participação, o seu conhecimento profissional e seu cuidado no trato com as pessoas. Agindo assim, você rapidamente formará uma reputação de bom profissional que se converterá em contratações, realizando o sucesso que você tanto deseja. 
Até a próxima!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário